Posted by : Fred Novaes sexta-feira, 3 de maio de 2013

Como as drogas foram para o século passado, a pornografia, principalmente pela internet, se apresenta como o grande mal social desta presente geração. Infelizes aqueles que não reconhecem esse problema como um veneno virtual com consequências ainda pouco conhecidas. A ignorância frente à potencialidade do mal é o maior desafio ao combate desse costume que faz parte do cotidiano e da cultura dos nascidos a partir de 1980.

É preciso olhos espirituais para perceber os danos que isso pode causar às pessoas. A primeira coisa que precisa ficar clara é que vicia. Assim como o uso das substâncias entorpecentes, o vício no sexo virtual altera os batimentos cardíacos, deixa a boca seca, as pupilas dilatadas e a mão com sudorese. A descarga de adrenalina e as endorfinas que envolvem o processo são o que causam o vício. É impressionante a sua potencialidade viciante.

Como estudante da palavra, não posso deixar de observar o problema da imoralidade sexual no atacado da sociedade como mais um sinal da degradação humana manifesta às vésperas da volta de Jesus. A pornografia salta aos olhos. É como um spam que insiste em contaminar tua caixa de e-mail. É preciso estar vivo espiritualmente para perceber com o quê estamos lidando. Não é algo banal que podemos fazer "de vez em quando". Sai fora dessa, meu amigo ou minha amiga. Fuja de toda a aparência do mal (1 Ts 5:22).

Não tenho dúvida em afirmar que é mais fácil se livrar do vício em substâncias entorpecentes do que da pornografia, que também considero como entorpecente. Enquanto não se revelarem os danos psicológicos às suas vítimas, a situação vai continuar como foi com o cigarro nos anos 50 e com as drogas nos anos 60 e 70. O principal problema desse vício é que se pode fazer escondido, sem deixar rastros a aparentes, o que dificulta a percepção da grandeza desse desvio.



O viciado em pornografia adota um demônio como um encosto de estimação. Ele fica lá sempre estimulando um mergulho mais aprofundado nesta arte degradante. É impressionante. Quanto mais ele cresce, mas ele precisa ser alimentado. No final acaba isolando as pessoas e pondo fim em casamentos. Depois que você passa a sentir os estímulos cerebrais da pornografia, o sexo perde muito de seu encanto. Não são poucas as pessoas que trocaram o sexo natural por aberrações em decorrência disso. Como se esse demônio se criasse e crescesse sem que a pessoa ao menos percebesse.    

Mas existe remédio para essa doença que nada mais é do que uma das obras da carne retratadas em Gálatas 5: 19-21: imoralidade sexual, impureza e libertinagem;idolatria e feitiçaria; ódio, discórdia, ciúmes, ira, egoísmo, dissensões, facções e inveja; embriaguez, orgias e coisas semelhantes. O remédio está no versículo seguinte: "Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio". (Gálatas 5:22-23) Para acessá-lo é simples. Leia e medite na palavra de Deus. Esses versículos têm o poder de limpar a tua mente de toda essa imoralidade que ainda deve te assombrar em flashbacks, mas tudo vai passar com o tempo. Exercite o domínio próprio e te encha da palavra. Esse é o remédio. Se for preciso, peça ajuda de alguém para te ajudar a ficar longe de toda a aparência do mal. É por aí.

Leave a Reply

Não deixe passar em branco

Subscribe to Posts | Subscribe to Comments

seguir pelo e-mail

críticas

populares

curtidas

Tecnologia do Blogger.

- Copyright © adora manaus -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...