Posted by : Fred Novaes terça-feira, 28 de fevereiro de 2012


Toda vez que leio sobre a história de Pedro reflito sobre a profecia feita a ele no ápice do martírio de Cristo. Uma das passagens bíblicas mais marcantes para mim. Quando aquele discípulo fiel passa pela prova e nega a Cristo por três vezes (Lucas 22:34). Em Lucas 22: 61 e 62, o olhar de Jesus sobre ele e o arrependimento posterior. (E, saindo Pedro para fora, chorou amargamente).

Imagino a amargura de Pedro. Talvez já a tenha sentido mais de três vezes em minha vida. Quantas vezes neguei a Jesus? Inúmeras. Quantas vezes caí em tentação? No início de minha carreira cristã, muitas vezes fiz questão de omitir a minha fé por receio do preconceito ou outro tipo de sentimento semelhante. Sem perceber que isso é uma abertura muito grande para as ciladas que nos tiram da presença do Senhor. Quantas vezes te perguntaram se tu eras evangélico? e quantas vezes pensaste duas ou três vezes antes de responder? Ou disseste que eras apenas um simpatizante. Apenas um leitor da Bíblia. Um homem independente, sábio, safo, acadêmico, que não se mistura com aqueles que precisam nortear sua fé no amparo de alguma denominação religiosa.

Meus amigos não se enganem.Esses argumentos são demoníacos e quem transita neles está negando a Cristo, mesmo sem saber. Não estou para criticar aqueles que não seguem a minha denominação cristã. Não quero perder tempo com isso, agora. Muito menos os ateus praticantes que fazem questão de negar a Cristo publicamente. Trago uma reflexão sobre o exemplo de Pedro para a nossa vida, lembrando o caso do pastor iraniano Yousef Nadarkhani que foi condenado à morte por enforcamento em razão de sua fé cristã. Veja o vídeo abaixo para entender melhor o problema:



É fácil ter fé na nossa zona de conforto. Quando vamos para a igreja, quando estamos num ambiente em que estranho seria não dizer que não somos de Cristo. Mas testemunhar de Jesus no teu dia-a-dia, no teu trabalho, na tua faculdade, na escola, na parada de ônibus ou no trânsito são outros "500". É preciso levar a comunhão de Jesus conosco em cada passo que damos na vida. Ou seremos pedros, enfraquecidos na fé, infiltrados entre os salvos, mas perdidos e condenados a uma vida sem Jesus. Pense nisso! e para encerrar, um versículo da palavra viva: "Aos presbíteros, que estão entre vós, admoesto eu, que sou também presbítero com eles, e testemunha das aflições de Cristo, e participante da glória que se há de revelar" (1 Pedro 5:1)

Leave a Reply

Não deixe passar em branco

Subscribe to Posts | Subscribe to Comments

seguir pelo e-mail

críticas

populares

curtidas

Tecnologia do Blogger.

- Copyright © adora manaus -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...