Posted by : Fred Novaes sexta-feira, 21 de agosto de 2009

O fenômeno midiático do reallity show A Fazenda, da TV Record, apresentou aos telespectadores mais coisas do que a mega exploração do drama familiar do comediante Carlinhos (Mendigo). Alguns dos momentos mais reprisados pela produção do programa e repetidos nos demais programas da grade da emissora são aqueles em que um dos confinados canta o louvor Entra na minha vida para extravasar as angústias do confinamento e buscar uma paz em meio ao vazio da disputa por um milhão de reais sem fazer nada, literalmente.

Nada pessoal contra a divulgação do belo louvor, mas não podemos nos omitir de comentar o fato de que as frases expressas na canção são mais do que uma bela poesia e precisam da unção do Espírito Santo para derramar seus efeitos. O risco de tudo isso é banalizar as coisas de Deus e perder, para os fracos na fé, o poder transformador de um louvor abençoado. A santidade expressa na letra do hino é uma verdade que a vaidade televisiva insiste em enquadrar como mera poesia. E o "amar somente a Ti" não é uma opção para um minuto de crise existencial flagrado por mais de 20 câmeras de TV.

Como reflexão, concluo com um texto bíblico: (Não dei aos cães as coisas santas, nem deiteis aos porcos as vossas pérolas, não aconteça que as pisem com os pés e, voltando-se, vos despedacem. MT 7,6)

Leave a Reply

Não deixe passar em branco

Subscribe to Posts | Subscribe to Comments

seguir pelo e-mail

críticas

populares

curtidas

Tecnologia do Blogger.

- Copyright © adora manaus -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...