Archive for Agosto 2009

Como Zaqueu ou pérolas aos porcos

O fenômeno midiático do reallity show A Fazenda, da TV Record, apresentou aos telespectadores mais coisas do que a mega exploração do drama familiar do comediante Carlinhos (Mendigo). Alguns dos momentos mais reprisados pela produção do programa e repetidos nos demais programas da grade da emissora são aqueles em que um dos confinados canta o louvor Entra na minha vida para extravasar as angústias do confinamento e buscar uma paz em meio ao vazio da disputa por um milhão de reais sem fazer nada, literalmente.

Nada pessoal contra a divulgação do belo louvor, mas não podemos nos omitir de comentar o fato de que as frases expressas na canção são mais do que uma bela poesia e precisam da unção do Espírito Santo para derramar seus efeitos. O risco de tudo isso é banalizar as coisas de Deus e perder, para os fracos na fé, o poder transformador de um louvor abençoado. A santidade expressa na letra do hino é uma verdade que a vaidade televisiva insiste em enquadrar como mera poesia. E o "amar somente a Ti" não é uma opção para um minuto de crise existencial flagrado por mais de 20 câmeras de TV.

Como reflexão, concluo com um texto bíblico: (Não dei aos cães as coisas santas, nem deiteis aos porcos as vossas pérolas, não aconteça que as pisem com os pés e, voltando-se, vos despedacem. MT 7,6)
sexta-feira, 21 de agosto de 2009
Posted by Fred Novaes

Ministério Cura para as Nações


O Ministério de Louvor Cura Para as Nações veio de uma chamada na área de louvor e adoração entregue ao ministro Gustavo Rhein no ano de 2003. Desde o início, se apresentou como uma proposta confirmada pelo Espírito Santo e manifestada a todos quando se ouve os louvores presentes no CD Transformado (2009), gravado no fim do ano de 2007, quando Deus deu liberação para oficialmente o ministério ser iniciado.

Mesmo sem divulgação pela grande mídia gospel, o ministério está conquistando o País e se espalhando pela unção dos louvores concedidos pelo Espírito Santo. Consegui uma entrevista exclusiva com o Gustavo pela internet e publico no meu blog, falando sobre os planos do ministério e dando orientações aos novos ministros que estão sendo chamados e capacitados pelo Senhor. Num próximo post, faço comentários sobre o CD que considero abençoado.


1) Percebe-se pelo CD Transformado uma abundância e uma grande unção que não se resumem num único CD. Já há outro no forno ou quem sabe um DVD à vista?

Cura) Sim, estamos sonhando com um próximo Cd que queremos gravar até o final do ano, no entanto estamos aguardando a liberação de uma palavra de Deus sobre um novo tempo, já que essa mensagem de transformação ainda esta muito viva em nós.!

2) Quais os projetos evangelísticos paralelos que o grupo desenvolve, além da adoração e dos seminários de dança?
Cura) Temos como prioridade servir nossa igreja local e viver junto com a comunidade as atividades propostas a igreja. Nossa igreja (Crer em Cristo) é uma igreja missionária que trabalha ativamente na assistência social e no evangelismos através das artes e nós sempre estamos juntos com a igreja em qualquer frente de trabalho.

3) Como surgiu o louvor Honrar a Ti?
Cura) As composições de nosso CD são todas próprias e como as outras faixas, Honrar a Tí surgiu em um momento de busca pelo Espírito Santo. Me lembro como se fosse hoje uma tarde de domingo estávamos eu e um jovem da igreja em minha casa adorando a Deus com um violão e com notas muitos simples, a nossa gratidão era tanta pela presença que começamos a ministrar espontâneamente ao Senhor e no meio daquele mover de Deus naquela tarde que começamos a agradecer e surgiu a música.

4) Quais as influências do grupo e dos músicos individualmente?

Cura] Somos muito influenciados não só musicalmente mas espiritualmente tambem por muitos ministérios brasileiros que Deus usou poderosamente por muitas vezes pra liberar uma palavra sobre nosso início e sobre o que viveríamos, em geral todos nós gostamos muito de David Quinlam, Nívea soares, Hillsong, Cirilo, Fernandinho, Matt Redman entre outros.

5) Que conselho podem oferecer àqueles a quem Deus coloca no coração a criação de um Ministério de Louvor?

Cura] Na verdade o ministério não é um negócio que simplesmente resolvemos fazer engrenar e pronto, hoje o que mais precisamos é em primeiro lugar ter certeza do chamado que Deus nos deu, muitos estão frustados e pressionados por estarem buscando fazer o que esta dando certo, mas Deus quer que façamos somente o que é certo. Não precisamos nos preocupar se vamos ser famosos se vamos estar em uma gravadora no futura, se vamos ter uma agenda cheia porque todo mundo tem, precisamos conhecer nossa identidade em Cristo. Uma dica: Se Deus te chamou, fique tranquilo você não precisa ser como alguem qua já existe e nem precisa ser que os outros querem que você seja, seja somente quem Deus quer que você seja e no tempo oportuno as nações ficarão pequenas diante de vocês.
Posted by Fred Novaes

Harpa Cristã


Felizmente muitas igrejas voltaram a utilizar a Harpa Cristã como instrumento de adoração ao Senhor, resgatando o patrimônio histórico deste manancial de melodias e ensinamentos bíblicos executados de forma bem popular e tradicional. Porque o Reino de Deus é para os simples e humildes bem-aventurados.


A Harpa foi um desdobramento do Cantor Pentecostal, lançado em 1921, pela Assembléia de Deus de Belém. A primeira versão veio no ano seguinte, em Recife. Finalmente em 1929 formou-se o primeiro hinário musicado pelo missionário sueco Samuel Nystrom e o pastor Julião da Silva e, em 1932, publicou-se o primeiro livro de música Harpa Cristã, no Rio de Janeiro. A primeira impressão com letra e música dos hinos data do ano de 1941 e desde então passou a fazer parte da cultura do crente que maneja com destreza a Palavra do Senhor e louva com os abençoados hinos da harpa. Uma lição de simplicidade e unção para aqueles que insistem em desembanhar um calhamaço de acordes dissonentes pensando em agradar ao Senhor.
terça-feira, 18 de agosto de 2009
Posted by Fred Novaes
Tag :

Unção

Procurei material na net sobre louvor e adoração direcionado para músicos iniciantes no caminho do Senhor e me deparei com um texto bem interessante de Ramon Tessmann (http://www.ramontessmann.com.br) denominado Carta aos Instrumentistas que traz informações práticas para os interessados.

Investir tempo no relacionamento com Deus

Da mesma forma que cobramos ensaio e esforço do músico, isto de nada valerá se o músico não tiver relacionamento com Deus. A unção (puf!), vai embora! É um erro pensar que a unção vem da musicalidade, mas muitos irmãos ao verem um conjunto abençoado, correm para os instrumentos tentando imitar os músicos que viram, pensando que vão trazer a mesma unção. Esta é a regra mais importante de todas: o músico deve ser um adorador, um amigo de Deus! Senão acontecerá igual aos grupos mundanos: eles tocam muito bem, mas a música é vazia!!! O músico deve buscar a santidade e ter um ótimo testemunho de vida, ou tudo pode ir por água abaixo. Meus irmãos, quantos músicos cristãos têm se perdido porque se dedicaram demais aos instrumentos e se esqueceram de Deus? Se você quer UNÇÃO, há duas coisas que você deve fazer todos os dias: ORAÇÃO E LEITURA DA PALAVRA! Isto é, RELACIONAMENTO COM O PAI!
segunda-feira, 17 de agosto de 2009
Posted by Fred Novaes

Banda Khorus no dia 28


A banda capixaba Khorus, liderada pelo Pr. Toninho Rondow, fará uma nova apresentação em Manaus no dia 28 de agosto, às 19h, no Planeta Talismã (avenida Max Teixeira, estrada da Cidade Nova), num evento organizado pela produtora Sinai Produção e Eventos.

A banda surgiu em 2001 como a primeira boy band do mundo gospel, tendo sido chamados dos Backstreet Boys gospel. Atualmente enveredaram para um pop rock bem mais pesado, que pode ser conferido nos CDs Perfeição (2008) e Mãos Vazias (2007).

Os postos de vendas ficam na loja Disco Laser, na Sete de Setembro, livraria Graça e Paz, na rua Barroso, e na Cia do Pé, na avenida Grande Circular. O evento terá pré-show do pastor Paulo Campos, Dj Marcelo D12, banda GE, banda Projeção 22 e banda Ativel. O ingresso para estudante custa R$ 12.

Num próximo post, trago uma exclusiva com os rapazes sobre a expectativa do show em Manaus e do futuro da banda.
sexta-feira, 14 de agosto de 2009
Posted by Fred Novaes
Tag :

Guerra midiática


A guerra midiática entre as redes Globo e Record em torno da divulgação da denúncia do Ministério Público de um apontado esquema de lavagem de dinheiro conduzido pelo líder da Igreja Universal do Reino de Deus, Bispo Edir Macedo, traz para o crente uma reflexão importante: a necessidade de prestação de contas dos recursos levantados nos templos religiosos.
O fato de as igrejas serem entidades sem fins lucrativos, subsistindo através de donativos espontâneos dos fiéis, não exime a necessidade do bom trato com recursos que podemos denominar públicos. Essa abertura (falta de transparência financeira) que ocorre em muitas denominações faz com que pairem muitas dúvidas, principalmente no meio secular, sobre o destino dos recursos apurados nos dízimos e ofertas.
Que bom seria se os tesoureiros dos templos tivessem o cuidado de publicar, mesmo que no quadro de avisos das congregações, a movimentação financeira mensal de cada sede e oferecessem recibos aos dizimistas. E que as igrejas mães publicassem balancetes financeiros ao fim do ano. Com certeza, seriam fechadas as ‘brechas’ para que as igrejas de todas as denominações não fossem confundidas e incluídas injustamente em críticas generalistas contra os evangélicos.

Sem esquecer que, no fim, a verdadeira prestação de contas será dada no juízo, quando será feita a divisão do joio e do trigo e aquele desavisado receberá na face o versículo 23 do cap 7 do Evangelho de Mateus: "E, então, lhes direi abertamente: 'nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade'".
Posted by Fred Novaes

Verdadeiro pregador

Amados,
Inicio o blog dedicado à adoração e aos adoradores de Manaus como mais um instrumento para o ide no mundo virtual. Um dos objetivos é servir de canal de comunicação para levitas e adoradores da cidade, ainda sem um porto seguro na internet. Teremos espaço para entrevistar músicos e adoradores de diversas denominações evangélicas e oferecer uma agenda de eventos gospel aos interessados.
Mas como o humor, desde que respeitoso, é um atrativo para blogueiros - não apenas no mundo secular-, inauguro o blog de maneira nem um pouco original, reproduzindo (com a devida citação da fonte www.gospelprime.com.br) um texto que ilustra alguns tipos de pregadores presentes no meio evangélico atualmente.
Conheçamos alguns tipos de pregador e seus públicos-alvo:
Pregador humorista. Diverte muito o seu público-alvo. Tem habilidade para contar fatos anedóticos (ou piadas mesmo) e fazer imitações. Ele é como o famoso humorista do gênero stand-up comedy Chris Rock (que aparece na imagem acima). De vez em quando cita versículos. Mas os seus admiradores não estão interessados em ouvir citações bíblicas. Isso, para eles, é secundário.
Pregador de vigília. Também é conhecido como pregador do reteté. Aparenta ter muita espiritualidade, mas em geral não gosta da Bíblia, principalmente por causa de 1 Coríntios 14, especialmente os versículos 37 e 40: “Se alguém cuida ser espiritual, reconheça que as coisas que vos escrevo são mandamentos do Senhor… faça-se tudo decentemente e com ordem”. Quando ele vê alguém manejando bem a Palavra da verdade (2 Tm 2.15), considera-o frio e sem unção. Ignora que o expoente que agrada a Deus precisa crescer na graça e no conhecimento (2 Pe 3.18; Jo 1.14; Mt 22.29). Seu público parece embriagado e é capaz de fazer tudo o que ele mandar.
Pregador de congresso. Anda de mãos dadas com o pregador de vigília, mas é mais famoso. Segundo os admiradores dessa modalidade, trata-se do pregador que tem presença de palco e muita “unção”. Também conhecido como pregador malabarista ou animador de auditórios, fica o tempo todo mandando o seu público repetir isso e aquilo, apertar a mão do irmão ao lado, beliscá-lo… Se for preciso, gira o paletó sobre a cabeça, joga-o no chão, esgoela-se, faz gestos que lembram golpes de artes marciais… Exposição bíblica que é bom… quase nada!
Pregador de congresso agressivo. É aquele que tem as mesmas características do pregador acima, mas com uma “qualidade” a mais. Quando percebe que há no púlpito alguém que não repete os seus bordões, passa a atacá-lo indiretamente. Suas principais provocações são: “Tem obreiro com cara de delegado”, “Hoje a sua máscara vai cair, fariseu”, “Você tem cara amarrada, mas você é minoria”. Estas frases levam o seu fanático público ao delírio, e ele se satisfaz em humilhar as pessoas que não concordam com a sua postura espalhafatosa.
Pregador popstar. Seu pregador-modelo é o show-manBenny Hinn, e não o Senhor Jesus. É um tipo de pregador admirado por milhares de pessoas. Já superou o pregador de congresso. É um verdadeiro artista. Veste-se como um astro; sua roupa é reluzente. Ele, em si, chama mais a atenção que a sua pregação. Seus admiradores, verdadeiros fãs, são capazes de dar a vida pelo seu pregador-ídolo. Eles não se importam com as heresias e modismos dele. Trata-se de um público que supervaloriza o carisma, em detrimento do caráter.
Pregador milagreiro. Também tem como paradigma Benny Hinn, mas consegue superar o seu ídolo. Sua exegese é sofrível. Baseia-se, por exemplo, em 1 Coríntios 1.25, para pregar sobre “a unção da loucura de Deus”.Cativa e domina o seu público, que, aliás, não está interessado em ouvir uma exposição bíblica. O que mais deseja é ver sinais, como pessoas lançadas ao chão supostamente pelo poder de Deus e fenômenos controversos. Em geral, o pregador milagreiro, além de ilusionista e “poderoso” (Dt 13.1-4), é aético e sem educação. Mesmo assim, ainda que xingue ou ameace os que se opõem às suas sandices e invencionices, o seu público é fiel e sempre diz “aleluia”.
Pregador contador de histórias. Conta histórias como ninguém, mas não respeita as narrativas bíblicas, acrescentando-lhes pormenores que comprometem a sã doutrina. Costuma contextualizar o texto sagrado ao extremo. Ouvi certa vez um famoso pregador dizendo: “Absalão, com os seus longos cabelos, montou na sua motoca e vruuum…” Seu público — diferentemente dos bereanos, que examinavam “cada dia nas Escrituras se estas coisas eram assim” (At 17.11) — recebe de bom grado histórias extrabíblicas e antibíblicas.
Pregador cantante. Indeciso quanto à sua chamada. Costuma cantar dois ou três hinos (hinos?) antes da pregação e outro no meio dela. Ao final, canta mais um. Seu público gosta dessa “versatilidade” e comemora: “Esse irmão é uma bênção! Prega e canta”. Na verdade, ele não faz nenhuma das duas coisas bem.
Pregador massagista. É hábil em dizer palavras que massageiam os egos e agradam os ouvidos (2 Tm 4.1-5). Procura agradar a todos porque a sua principal motivação é o dinheiro. Ele não tem outra mensagem, a não ser“vitória”, principalmente a financeira. Talvez seja o tipo de pregador com maior público, ao lado dos pregadores humorista, popstar e milagreiro.
Pregador sem graça. É aquele que não tem a graça de Deus (At 4.33). Sua pregação tem bastante conteúdo, mas é como uma espada: comprida e chata (maçante, enfadonha). Mas até esse tipo de pregador tem o seu público, formado pelos irmãos que gostam de dormir ou conversar durante a pregação.
Pregador chamado por Deus (1 Tm 2.7). Prega a Palavra de Deus com verdade. Estuda a Bíblia diariamente. Ora. Jejua. É verdadeiramente espiritual. Tem compromisso com o Deus da Palavra e com a Palavra de Deus. Seu paradigma é o Senhor Jesus Cristo, o maior pregador que já andou na terra. Ele não prega para agradar ou agredir pessoas, e sim para cumprir o seu chamado. Seu público — que não é a maioria, posto que são poucos os fiéis (Sl 12.1; 101.6) — sabe que ele é um profeta de Deus. Esse tipo de pregador está em falta em nossos dias, mas não chama muito a atenção das agências de pregadores. A bem da verdade, estas também sabem que nunca poderão contar com ele…
por: Pr. Ciro Sanches Zibordi
quinta-feira, 13 de agosto de 2009
Posted by Fred Novaes

seguir pelo e-mail

críticas

populares

curtidas

Tecnologia do Blogger.

- Copyright © adora manaus -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -